MCS deve zelar pela situação social dos jornalistas

MCS deve zelar pela situação social dos jornalistas

O Ministério da Comunicação Social (MCS), órgão reitor da actividade de mídia em Angola deverá levar em consideração a questão salarial dos profissionais de imprensa enquanto instrumento propiciador de uma melhor qualidade de vida.
 
Numa declaração tornada pública no fim dos trabalhos do V Congresso do Sindicato dos Jornalista Angolanos, o MCS foi instado “a considerar a necessidade” de inversão do actual quadro social dos jornalistas, tomando-a mesmo como uma prioridade da sua intervenção nos próximos tempos.
 
Propõem, para o efeito, o estabelecimento de uma base horizontal prestação de salários por parte de todas as empresas do sector e a necessidade urgente de se partir para a assinatura dos Acordos Colectivos de trabalho como factor determinante para esbater as assimetrias salariais actuais.
 
Às empresas públicas e privadas do sector também foi lançado o desafio de garantirem o depósito normal e regular das contribuições de segurança social e outras prestações estabelecidas por lei, assim o seguro de saúde.
 
No que se refere ao funcionamento do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, além de qualquer diligência que a direcção venha a fazer, foi ressaltada a necessidade dos jornalistas inscritos no sindicato pagarem obrigatória e religiosamente as suas quotas pois, como lembrou o presidente da Mesa da Assembleia Geral cessante, Avelino Miguel, “somos dois mil jornalistas inscritos no sindicato e se todos quotizassem seriam ultrapassados muitos dos actuais constrangimentos que a organização vive”.
 
Seria até, como deixou entender, uma questão que acabaria por reforçar a disciplina dos sindicalistas e dos próprios sindicalizados, o que a classe bem precisa. 
 

Fonte: O país

Comentario

Não foram encontrados comentários.

Novo comentário

Reflexão da semana

Os Últimos Dias De Savimbi - José Gama

Entre os dias 4 e 8 de  Abril  de 2001,   a UNITA reuniu a sua direcção e militantes,  para reflectir estratégias naquilo que veio a ser  sua 16ª conferência partidária cuja discussão  interna  atribuía-lhe particularidades de  um congresso. O local escolhido foi a  área de saluka, na nascente do rio Kunguene, um afluente do...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

 

www.a-patria.com      O portal de noticias de Angola

 

 

Clique no botão Play para tocar o Ipod!

As músicas tocarão automaticamente!



 

Publicite no nosso Site!