Executivo apela contribuição para o alcance da prosperidade almejada

Executivo apela contribuição para o alcance da prosperidade almejada

Luanda - O vice-presidente da República, Fernando da Piedade Dias dos Santos, apelou sexta-feira, em Luanda, a participação dos cidadãos no processo de desenvolvimento do país para se atingir a prosperidade almejada e merecida. 

 
Fernando da Piedade discursava na cerimónia de outorga a 246 cidadãos, de um conjunto de 490, da “medalha 11 de Novembro”, por se terem destacado na luta pela Independência Nacional. 
 
Salientou que o facto de o processo de reconstrução nacional estar a ser desenvolvido com recursos próprios, sem ajuda da comunidade internacional, confere certo orgulho e dignidade, porque, felizmente, os angolanos sabem o que querem e o que é bom para o seu país. 
 
“Há ainda muito por fazer”, reconhece, sublinhando ser necessário o esforço de cada angolano para se atingir as metas almejadas. 
 
Para o coadjutor do Presidente da República, “cada angolano, no campo e na cidade, deve sentir-se parte integrante deste processo porque o país é nosso”. 
 
Realça que no decurso da Luta de Libertação Nacional e de defesa do solo pátrio momentos difíceis e complexos houve, mas sempre ultrapassados, graças a sacrifícios consentidos por patriotas de que resultaram a independência, a paz, a reconciliação e reconstrução nacional, visando o bem-estar da população e o progresso do país. 
 
Falou da ansiedade dos cidadãos por dias cada vez melhor, acreditando que tal desiderato poderá ser alcançado em honra aos antigos combatentes e veteranos de guerra que se bateram pela libertação do país do jugo colonial. 
 
Neste sentido, “inclinamo-nos perante a memória e o exemplo de todos os que se sacrificaram as suas vidas para que se alcançasse a liberdade, a soberania, a paz e a estabilidade no país”, afirmou. 
 
Manifestou “profunda gratidão e reconhecimento” aos homenageados pelo espírito de lealdade e fidelidade à pátria ao terem colocado em primeiro lugar os superiores interesses da nação angolana.
  
É justo que em memória de todos os que lutaram pela liberdade e independência continuemos a prestar homenagem presente e póstuma aos que se destacaram, com o seu exemplo de coragem e perseverança à causa da pátria, rematou o vice-presidente da República.
 
 
Fonte: ANGOP
 
 
 

Comentario

Aldrabice dos santolas ou santogo ou santoro

Mambuene | 05-12-2010

Sr Nando vosses falam em nome dos Angolanos enquanto vosses näo amam aquele povo valia pena falar em nome dos vossos familiares du que falar em nome dum povo sofridor näo tens vergonha venham aqui com as Demagogias escuras a falar em nome dos Angolanos O que O Sr faz aos Angolanos a matasam dos seus intelectuais a saquea das nossas riquezas Olha O Sr Matumbo do Nando vosses e as vossas familias nunca na vida teram uma boa vida no território Angolano com as tantas Maldade cometidos aos Angolanos cedo ou tarde vosses väo pagar mal os vossos pecados cometidos contra o povo Angolano"?

Novo comentário

Reflexão da semana

Os Últimos Dias De Savimbi - José Gama

Entre os dias 4 e 8 de  Abril  de 2001,   a UNITA reuniu a sua direcção e militantes,  para reflectir estratégias naquilo que veio a ser  sua 16ª conferência partidária cuja discussão  interna  atribuía-lhe particularidades de  um congresso. O local escolhido foi a  área de saluka, na nascente do rio Kunguene, um afluente do...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

 

www.a-patria.com      O portal de noticias de Angola

 

 

Clique no botão Play para tocar o Ipod!

As músicas tocarão automaticamente!



 

Publicite no nosso Site!