Clãs presidenciais de países lusófonos posicionam-se na corrida pelo controlo do sector das telecomunicações em Moçambique

Clãs presidenciais de países lusófonos posicionam-se na corrida pelo controlo do sector das telecomunicações em Moçambique

 

Corrida nas telecomunicações
 
A Unitel, através da parceria estabelecida com a Energia Capital, posiciona-se como potencial vencedora do concurso de atribuição da terceira licença para operadoras de telefones móveis em Moçambique.
 
O concurso internacional, que mereceu mais de 20 propostas de diferentes empresas e o estabelecimento de vários consórcios internacionais, encontra-se em fase de avaliação pelos técnicos do Instituto Nacional de Comunicações de Moçambique, estando em cima da mesa as propostas dos três finalistas escolhidos.
 
Em Julho passado, o consórcio TMM (integrado pela Portugal Telecom), a empresa UniTelecomunicações (constituída pela angolana Unitel, SA e pela Energia Capital, SA - que representa os interesses de Valentina Guebuza, filha do Presidente Guebuza) e o consórcio vietnamita Movitel (em que participa a SPI, uma holding ligada ao Presidente Guebuza), foram escolhidos entre os concorrentes como reunindo os critérios técnicos para a atribuição da licença móvel.
 
O Conselho Consultivo do Ministério dos Transportes e Comunicações, e posteriormente o Conselho de Ministros, apreciará a decisão dos técnicos do Instituto Nacional de Comunicações, antes do anúncio oficial previsto para o fim de Outubro.
 
A empresa que entrar no mercado moçambicano de telecomunicações poderá tornar-se de vital importância para o Executivo de Guebuza, depois dos acontecimentos verificados no início do mês, em que ficara espelhada a importância dos telefones móveis na mobilização social que culminou com os protestos sentidos em várias cidades. 
Também a necessidade de uma decisão célere que permita enfrentar as dificuldades de tesouraria do país, terá sido colocada ao Instituto Nacional de Comunicações, que parece não dispor da autonomia necessária a uma decisão contrária aos interesses da família Guebuza.
 
A parceria estabelecida entre Isabel dos Santos e Valentina Guebuza, através da empresa UniTelecomunicações, parece ser a mais bem posicionada para ganhar o concurso, numa altura em que a importância da próxima operadora móvel é sublinhada pelo anúncio do Ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, de que até 15 de Novembro, deverá ser efectuado o registo obrigatório de todos os cartões pré-pagos.
 
(c) PNN Portuguese News Network
 

Comentario

Não foram encontrados comentários.

Novo comentário

Reflexão da semana

Os Últimos Dias De Savimbi - José Gama

Entre os dias 4 e 8 de  Abril  de 2001,   a UNITA reuniu a sua direcção e militantes,  para reflectir estratégias naquilo que veio a ser  sua 16ª conferência partidária cuja discussão  interna  atribuía-lhe particularidades de  um congresso. O local escolhido foi a  área de saluka, na nascente do rio Kunguene, um afluente do...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

 

www.a-patria.com      O portal de noticias de Angola

 

 

Clique no botão Play para tocar o Ipod!

As músicas tocarão automaticamente!



 

Publicite no nosso Site!