Angola – A Segunda Revolução - A verdade que o país merece

Angola – A Segunda Revolução - A verdade que o país merece

 

Livro de Jardo Muekalia é publicado no próximo dia 9 em Lisboa, com apresentação de Dalila Cabrita Mateus 
 
Um relato na primeira pessoa das batalhas travadas em prol da democracia após a independência de Angola. Depois de «Cruzei-me com a História», de Samuel Chiwale, a Sextante Editora publica a 9 de Setembro, às 18 horas, na Livraria Bulhosa de Entrecampos, em Lisboa, e com apresentação de Dalila Cabrita Mateus, um novo documento histórico sobre o pós independência em Angola. Angola – A Segunda Revolução é o testemunho de Jardo Muekalia, que relembra momentos e personalidades marcantes no processo de democratização do seu país. Ainda adolescente, trocou a guitarra pela metralhadora, ingressando no seio da UNITA, até se tornar um alto representante do partido em Washington. 
 
 
Através de uma narrativa atenta e incisiva e de um conjunto de fotografias, Jardo Muekalia dá-nos acesso privilegiado aos bastidores de um país devastado por anos de guerrilha em busca de uma democracia rechaçada por vontades, desacordos e ambições da geração mais velha. 
 
O enredo: 
 
«Quero partilhar com os leitores desta obra parte da experiência que vivi quando jovem, durante o processo de independência do país, os anos de guerrilha que se seguiram à proclamação da independência, e o processo de negociação que conduziu às primeiras eleições da história de Angola. Esta é, antes de mais, uma narração dos acontecimentos, vistos do meu ponto de vista, como parte de uma geração, na altura adolescente, que se viu arrastada pelo vendaval da revolução, numa corrida imposta por vontades, desacordos e ambições da geração mais velha. (…) Esta obra não pretende ser história absoluta. Ela é, como disse acima, apenas uma narração da minha trajectória na luta pela inclusão democrática, relato de uma vida entregue e moldada pela “revolução”.» - Jardo Muekalia, Preâmbulo. 
 
Sobre o autor: 
 
Jardo Muekalia nasceu a 20 de Setembro de 1959, na província do Huambo, em Angola. Integrou a guerra de guerrilhas quando tinha 16 anos. Fez a sua formação militar em Rabat, Marrocos, tendo mais tarde integrado a missão externa da UNITA. Chefiou a representação da UNITA em Londres e, durante 10 anos, representou oficialmente o Partido em Washington, onde assegurou o programa mais ambicioso de ajuda norte-americana a uma entidade não-estatal africana. 
 
Conduziu várias missões diplomáticas em África e na Europa, participou nas negociações de paz em Abidjan e Lusaka e esteve presente em todas as cimeiras Eduardo dos Santos/Jonas Savimbi realizadas no exterior. 
 
Mestre de Relações Internacionais pelo Institute of World Politics de Washington, foi Secretário Adjunto para as Relações Exteriores da UNITA e é reformado das Forças Armadas de Angola, com a patente de brigadeiro. 
 
Comentários: 
 
Este é o tipo de livros que nos faz virar as páginas rapidamente para descobrirmos o que vem a seguir. Durante duas décadas considerei o Jardo como um amigo, mas nunca imaginei que fosse capaz de escrever um livro tão impressionante. Este livro deve ser lido em todo o espaço de expressão portuguesa e, eventualmente traduzido para outras línguas… - 
 
Jerry Bender, Professor de Relações Internacionais da Universidade da Califórnia do Sul. 
 
Um texto autobiográfico cativante porque não se limita a narrar e constatar os factos. Analisa com profundidade os eventos, os diferentes contextos nacionais, regionais e internacionais quemarcaram os longos anos da guerra civil em Angola, os protagonistas tanto fora como dentro daUNITA; aborda com um louvável esforço de objectividade e bastante coragem os eventos trágicos mais marcantes e controversos, e bastante falados, que ocorreram no seio do seu partido. Este livro é sem dúvida uma contribuição valiosa para a história política contemporânea de Angola. 
 
Jean-Michel Mabeko-Tali 

Historiador e Professor Catedrático de História Africana - Howard University, Washington DC  

 

Fonte: Noticias Lusofonas

 

Clique aqui para ouvir a entrevista (audio) de Jardo Muekalia, concedida ao Voz da América referente ao seu novo livro.

 

 

 

Comentario

Não foram encontrados comentários.

Novo comentário

Reflexão da semana

Os Últimos Dias De Savimbi - José Gama

Entre os dias 4 e 8 de  Abril  de 2001,   a UNITA reuniu a sua direcção e militantes,  para reflectir estratégias naquilo que veio a ser  sua 16ª conferência partidária cuja discussão  interna  atribuía-lhe particularidades de  um congresso. O local escolhido foi a  área de saluka, na nascente do rio Kunguene, um afluente do...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

 

www.a-patria.com      O portal de noticias de Angola

 

 

Clique no botão Play para tocar o Ipod!

As músicas tocarão automaticamente!



 

Publicite no nosso Site!