Ameaça nuclear alarmante

Ameaça nuclear alarmante

 

O programa nuclear norte-coreano chegou a um "nível muito alarmante", e poderá provocar danos na Coreia do Sul se a Coreia do Norte desenvolver armas menores e móveis, disse, na quarta-feira, uma autoridade sul-coreana.


"A ameaça nuclear norte-coreana progrediu a um ritmo rápido e atinge um nível muito alarmante, enquanto os seus programas nucleares continuam a ser desenvolvidos actualmente", disse Kim Tae-Hyo, conselheiro de segurança da Presidência sul-coreana, citado pelo jornal JoongAng Ilbo.


A Coreia do Norte parece manter todos os seus programas nucleares, inclusive a exploração do seu reactor nuclear de Yongbyon, que produz plutónio para uso militar, assim como um projecto de urânio enriquecido para a fabricação de bombas, afirmou Kim, que confirmou as suas palavras à AFP.


"Se as ogivas nucleares forem compactadas e deslocadas, poderão provocar enormes danos na Coreia do Sul, independentemente de sua precisão", acrescentou.


O Ministério sul-coreano da Defesa afirmou terça-feira que a Coreia do Norte estava a reparar e modernizar o seu complexo nuclear de Yongbyon, considerado a espinha dorsal do seu programa nuclear.


Kim Tae-Hyo advertiu para os riscos gerados pelo processo de sucessão em andamento na Coreia do Norte.
Este processo, que deve beneficiar Kim Jong-Un, de 27 anos, filho mais novo do líder norte-coreano Kim Jong-Il.
 

O possível herdeiro poderá "cair na tentação de lançar provocações ou de efectuar qualquer acção audaz", para afirmar a sua presença durante o período de transição, considera Kim.

Nova aparição pública

Kim Jong-Un fez uma nova aparição pública na companhia do pai, desta vez num concerto, informou a imprensa oficial norte-coreana.
Esta foi a segunda aparição pública na semana de Kim Jong-Un, 27 anos, que assistiu ao lado do pai uma série de exercícios militares. Segundo a agência oficial KCNA, o provável sucessor assistiu a um concerto comemorativo dos 65 anos da fundação do Partido dos Trabalhadores da Coreia, ao lado de autoridades do partido, do governo e das Forças Armadas.


O processo de sucessão de Kim Jong-Il, 68 anos, vítima de um derrame cerebral em Agosto de 2008, parece estar em aceleração.
Kim Jong-Un foi promovido, na semana passada, a general de quatro estrelas e recebeu cargos de alto nível no Estado.


A primeira foto recente do possível herdeiro foi publicada na quinta-feira passada pelo governo norte-coreano.


O governo da Coreia do Sul acredita que a Coreia do Norte utiliza o 65º aniversário do Partido dos Trabalhadores da Coreia, que acontece no domingo, para estabelecer a formação de uma plataforma sucessória para Kim Jong-Un. Kim Jong-Il sucedeu o pai, Kim Il-Sung, fundador da Coreia do Norte, em 1994, três anos após a sua morte.

 

Fonte: JA


 

 

Comentario

Não foram encontrados comentários.

Novo comentário

Reflexão da semana

Os Últimos Dias De Savimbi - José Gama

Entre os dias 4 e 8 de  Abril  de 2001,   a UNITA reuniu a sua direcção e militantes,  para reflectir estratégias naquilo que veio a ser  sua 16ª conferência partidária cuja discussão  interna  atribuía-lhe particularidades de  um congresso. O local escolhido foi a  área de saluka, na nascente do rio Kunguene, um afluente do...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

 

www.a-patria.com      O portal de noticias de Angola

 

 

Clique no botão Play para tocar o Ipod!

As músicas tocarão automaticamente!



 

Publicite no nosso Site!