A corrupcão tambem faz parte do estado da nacão Camarada Presidente - Nelo de Carvalho

A corrupcão tambem faz parte do estado da nacão Camarada Presidente - Nelo de Carvalho

 

Palavras ou discursos do mais alto mandatário são sempre esperados com um grau de expectativa, acima do normal. Afinal, aquele cargo, o de presidente da república, é o que define, direta ou indiretamente, os destinos das vidas de milhões de seres humanos.

 

Depois de mais de trinta anos no poder, ligar o rádio ou o receptor de televisão para escutar o discurso do presidente de Angola, passou a ser um gesto de quem se dedica profissionalmente a fazer política de maneira profissional. Já lá se foram os tempos de Agostinho Neto, onde o discurso do mesmo, cada palavra, transformava-se em lema e teorema. Passaram os tempos, onde por necessidade espiritual, os discursos de Agostinho Neto constituíam peças fundamentais a serem usadas na construção da alma de uma nação jovem que precisa de inspiração para nascer.

 

 

Presidente depende de relatorios e dados

estatisticos...

 

Hoje quem faz discurso naquele cargo pode provocar várias sensações e manifestações: primeiro, a ilusão sempre falseada de que as coisas vão bem; segundo, o cinismo e a indiferença de quem vê as coisas a distância, onde esta distância não impede que tudo o que se enxergar seja real e bem compreendida, assim o orador é sempre posto em dúvida.

 

Sou sincero em dizer que está difícil acreditar no nosso presidente, mesmo quando ele parece ser um homem honesto, e com toda a boa vontade para fazer as coisas.

 

E são os vícios do poder que não permitem que algo deva ser feito com maior grau de transparência. Trinta anos no poder não há simplicidade e humildade que resista a todos os meios de tentação que o mesmo oferece ( o poder). Convenhamos, o homem não é um mentiroso, mesmo quando o que diz para a nação não chega a ser a maior das verdades. Afinal, nós estamos aqui embaixo e soubemos que as coisas não funcionam assim: com a suposta melhoria e optimismo que o Presidente da República transmitiu a nação. O presidente depende de relatórios e dados estatísticos, sua visão sobre os fatos é por necessidade de sua posição, abrangente, generalista, ele não lida com fatos localizados que não têm conotação sociopolítica.


Visto pelo cidadão comum, que não precisa de relatórios ministeriais, quase sempre ilusórios e enganosos, o Estado da Nação não é aquele do ano de 2002. De lá para cá uma mudança vem afetando a vida de todo angolano: hoje se trabalha, come-se, bebe-se, viaja-se e faz- se amor para se fazer política, para se ver quem deve continuar nos dirigindo e traçando os destinos do país. Antes, depois daquelas ações deveríamos estar preparados para morrermos ( ou matar) numa guerra civil entre compatriotas da mesma nação.

 

E no que diz respeito a viajar, quem não quisesse morrer teria de sair do país. É nesse contexto que surgem alguns dados estatísticos. Temos quase certeza que hoje em Angola se morre menos que em 2002, se estuda mais, e já se sabe que em algumas localidades do país, se contrai menos paludismo e cólera. Mas do que uma obra de quem está no poder é obra de todos aqueles que optaram pela paz.

 

No discurso sobre o estado da Nação não se pode esperar que a satisfação e o prazer de se ser angolano tenha como instrumento de medição a visão de quem está na cadeira e cargo de chefe da nação, ou que este saia evocando em seu discurso a dor que aflige a cada um de nós. Este tem como limite, no uso dos seus instrumentos para percepção, o conjunto de valores e cálculos estatísticos, que alguém por dever e responsabilidade deve depositar em suas mãos. E para efeitos governamentais de controle das políticas públicas são esses dados que direta ou indiretamente influem no estado de satisfação de sermos ou não sermos cidadãos de uma determinada região ou local.


Para todos nós, e até para o Samakuva, que pertence aquele grupo de pessoas que tanto atrapalharam o desenvolvimento do país, os logros alcançados nos últimos oito anos é sempre pouco. Mesmo porque hoje o que preocupa a nação inteira não é mais a guerra, mas a corrupção. Era isso que o presidente devia enfatizar.

 

Omitiu no seu discurso a notícia verídica transformada em boato sempre por aqueles que estão no poder, e o boato como a notícia desarticuladora daquilo que o Estado procura realizar com honestidade e sinceridade, por aqueles que tentam desacreditar as instituições públicas. Tudo bem que presidente não é desfazedor de boatos, mas a corrupção não é um boato. E os acusados de corruptos também não constituem um boato até que não se prove o contrário. E uma maneira de provar não é dar o dito pelo não dito. Afinal, quem cala consente. Os acusadores podem ser gente de má fé, mas não estão aí para brincar, ou, simplesmente, para serem desacreditados fazendo-se uso do silêncio como instrumento.


E tem mais, Camarada Presidente: quem lhe fala é alguém que há quase vinte anos vive numa democracia representativa e eleitoral de verdade; assim quem decide o voto do cidadão não é só a verdade e a mentira difundida. Infelizmente, os boatos ajudam, e com maior certeza, a decidir o voto do cidadão. Na luta pela informação e desinformação, vindo de todas as partes, é preciso não zombar deles. É preciso destruí-los da menor maneira possível.

 

Nossa sinceridade em cheque tem a ver com este substantivo: " a corrupção". O presidente foi evasivo diante este problema, quando se sabe que ele mesmo foi o impulsionador de uma suposta campanha com o nome de "Tolerância Zero" e o seu maior objetivo era o combate a corrupção.

 

 

O Tolerancia Zero foi um fiasco


Quem quer que esteja no poder deve saber refletir em suas ações ou discursos os problemas fundamentais de sua época. Governar o país, ou ainda, fazer um discurso tão esperado por todos e omitir o problema fundamental do Estado Angolano nessa fase da nossa história é um desrespeito às pessoas, ao próprio povo ou a juventude, que por inspiração e força de não sei o quê sairá às ruas apoiar o discurso do camarada Presidente. Isso é uma piada!? Apoiar o quê? A omissão da corrupção? O fim do tolerância zero? Que nunca começou, e que hoje, com certeza, o próprio presidente sentiria vergonha de mencionar novamente as duas palavras.


Nós os Angolanos nos habituamos tanto com o nosso estilo de vida, de péssimas qualidades morais, que tudo para nós se transforma em festa e bebedeira. Que eu saiba o último angolano que tenha feito um discurso de verdade que mereceu ser aplaudido, e que talvez merecesse apoio no final de tal pronunciamento e até passeata, foi Agostinho Neto, e que não chegou a tanto assim. Nem ele mereceu tudo isso!


Em minha visão sobre o Estado da Nação, pós discurso presidencial, exagerou o rancoroso Samakuva ao tratar o mesmo como um Presidente de passagem. De passagem? Ele está aí há mais de trinta anos, e pelo jeito nem daqui a dez anos ele sai daí, se depender dos participantes da passeata ele fica onde está por mais dez anos, não há voz nem grito que o tire de lá. Não há artifício democrático ou civilizado que o faça. Mesmo porque todos esses artifícios, um ou outro, estão a favor de quem está no poder. Ele está lá por consenso e sentimento democrático, sim! Quem diz? São os homens e mulheres (bêbados ou não, buscando uma razão para darem uma festa de fim de semana) da passeata, amigos, simpatizantes e militantes estão na ordem de 80% da população.


O que por outro lado -o oposto de Samakuva- acho um exagero: uma passeata em apoio ao discursos do Camarada Presidente!? Acho que a JMPLA e os Comitês do Partido no poder em Luanda deveriam aprender a prestar serviços melhores à sociedade Angolana. Passeata? O que falta em Angola não é apoio ao camarada presidente, é coragem para enfrentar a corrupção, a omissão diante do desmando da coisa pública.

 

Não se sai perdendo se si combater a corrupção; não se destruirá o projeto de nação encabeçado pelo partido no poder se o objetivo é combater a corrupção; é preciso acabar com o preconceito de que quem se atreve a criticar os atos do presidente é inimigo do MPLA ou mesmo da nação; é preciso acabar com o habito de que para serrar fileiras diante do adversário político, ou mesmo o inimigo, precisamos omitir toda nossa podridão política no seio do partido ou oferecer escudos a dirigentes políticos corruptos.


O presidente pode não ser corrupto. Coisa impossível de se provar. O contrário também se pode dizer. Mas ele já deu provas mais do que suficiente de que é omisso e indiferente diante da mesma. Espero que isso não sirva para motivo de condena, sentença ou algo condenável no Código Penal por quem assim pensa. E não são poucos que pensam assim, mesmo quando muitos deles precisam aparentar o que não são: fiéis servidores de um líder, em detrimento dos interesses de toda uma Nação.

 

Fonte: www.a-patria.com 

 

 

Comentario

maianga

Mafalda Tito | 28-10-2010

Sei que nada tem a ver com o tema mas aqui vai:

Nos últimos dias tenho visto alguns agentes da Polícia Nacional a controlarem o trânsito na zona da Sagrada Família. As passadeiras de peões estão apagadas e os condutores fazem tudo para atropelar os peões.
Os agentes, quando chegam ao passeio grupos de crianças e adolescentes das escolas das imediações, mandam parar o trânsito e facilitam a passagem pela passadeira apagada.
Mas alguns motoristas nem sequer vêem os agentes de trânsito porque enquanto conduzem falam ao telemóvel. Isso acontece muito com algumas senhoras que parecem rainhas do volante.
Em toda aquela zona as passadeiras estão apagadas e pelo menos à hora do almoço, dezenas de crianças e jovens têm de atravessar as ruas no caminho da casa. Arriscam um atropelamento a qualquer momento.
O mais grave é que quando os agentes reguladores de trânsito mandam parar os condutores mais apressados, ao volante de grandes carrões, eles ainda se fazem de ofendidos e alguns, mais arrogantes, perguntam: você sabe com quem está a falar? E logo mostram cartões que põem os pobres agentes em sentido.
Quando pessoas que têm cargos de responsabilidade mostram tanta falta de civismo e ainda por cima não respeitam os agentes da polícia, não podemos pôr ordem no trânsito da cidade.

Zeloso Maria atacado por virus k-k

Lula | 27-10-2010

Dizem que saiu um novo virus que esta atacar todos os comentarios do Zeloso neste site, por isso e que ele anda sumido. Parece que o zeloso vai passar a comentar com outro nome. kiakiakiakiakiakia.

Re:Zeloso Maria atacado por virus k-k

Benedite Cassoma | 27-10-2010

Eu continuo a espera do comentario dele acho que se sente tao derrotado que os dedos perderam forcas pra comentar kkkkk.

Angola so se vive de cunhas

Manuel de Sousa e Silva | 27-10-2010

No seu ultimo discurso sobre o estado da nação, o presidente da republica através de um relatório do seu executivo apresentou números que demonstram melhorias nos níveis de qualidade de vida das populações, números que ate hoje me pergunto me fazem confusão na cabeça. Outro aspecto que tem sido muito mencionado em Angola e não só, tem sido a lei da probidade publica, onde o presidente alerta a necessidade de os gestores públicos declararem os seus bens e optarem por uma gestão mais transparente com o objetivo de se diminuir os níveis de corrupção que o pais apresentam.



Porem, diga-se de passagem que os efeitos desta lei ainda não se faz sentir como o povo Angolano pretende, pois os níveis continuam os mesmos. Tal como os altos níveis de corrupção, outro mal que assola o pais e que continua em alta e sem duvida o trafico de influencias. Em Angola, competência não e o único factor determinante para se conseguir algo, muitas das vezes e necessário termos padrinho na cozinha, ou fazer graxa para se atingir ou conseguir algo, como por exemplo conseguir uma bolsa de estudos pela Sonangol.




Em 2005, a Sonangol através de uma empresa independente realizou um concurso publico a nível nacional sem precedentes na historia de Angola, onde foram oferecidas 200 bolsas de estudos aos 200 melhores estudantes selecionados. No entanto, vários Angolanos foram estudar nos Estados Unidos, Brasil, Portugal, e Reino Unido com o fim de concluir as suas licenciaturas, dos quais muitos já terminaram as licenciaturas e encontram-se já a dar o seu contributo no pais.




Sem sombras de duvidas que a medida foi bastante aplaudida na medida em que permitiu Angolanos de vários estratos sociais terem a oportunidade de através do seu saber, concorrer a uma vaga num processo que pode se dizer “independente e transparente” embora em Angola não existam processos transparentes. Contrariamente o que se passou em 2005, de la para ca tem se registrado um aumento no numero de bolseios em países como Estados Unidos, Reino Unido, e Brasil todos com bolsas da petrolífera nacional sem que no entanto haja um concurso publico. Só para se ter uma idéia, nos últimos 12 meses chegaram mais de 30 novos bolseios só nos estados unidos e maioritariamente familiares de funcionários seniores da Sonangol e membros do partido no poder, numa tentativa clara de se manter o status quo, enquanto os filhos do Zé povinho freqüentam universidades em Angola que mais parecem colégios do ensino de base sem qualquer qualidade de ensino.



Muito se diz que o pais esta a mudar, esta a mudar sim, mas não ao ritmo que todos nos gostaríamos, pois os níveis de corrupção do pais continuam a crescer, o trafico de influencia continua a aumentar a cada ano que passa promovendo a exclusão social, os melhores empregos e as melhores escolas continuam a ser para aqueles que têm padrinhos na Cozinha. Por isso senhor presidente, da próxima vez que for falar sobre o estado da nação não te esqueças de mencionares que os níveis de corrupção e tráficos de influencias continuam a aumentar a níveis já vistos na historia de Angola.

angola

nelsom dantas | 27-10-2010

nelo gostei essa foi mesmo forte junta-te aos anolanos patriotas o que um velho como zedu pode ofercer mais para angola?NADAA

nada de euforias...

joao paulo | 27-10-2010

Irmaos,

Ainda nao e tempo de euforias em relacao ao Nelo de Carvalho,eu nao sei o que esta por detraz desta aparente mudanca de opniao em relacao a opniao do Nelo sobre o funcionamento de JES na politica Angolana(correcao:o Nelo nao mudou a sua opniao so bre o JES,"discordou" com o discurso,no fundo ele aprova todo o resto que o JES faz),como toda gente sabe o NELO e uma pessoa imprevisivel,consistencia nao e o seu ponto forte,ele as vezes parece sofrer do sindroma de down(bem,tou a falar no que se refere a politica Angola,de resto nao sei que tipo de pessoa ele e),porisso,irmaos,nao me admirava nada que este texto seje parte de um plano vindo directamente do palacio real,eu sinceramente nao acredito que Nelo tenha perdido o seu amor incodicional a JES assim do pe pra mao...a ser seguido...

Parabens Nelo

Minu | 26-10-2010

Agora me sinto Angolano, como nunca, afinal da conta todos podem verem e dicifrarem bem as cores, o Nelo conseguiu encontar o NELO de Carvalho, me perdoem mas eu acho que Nelo vivia fora do pais a bwe tempo e tinha Angola por noticias de Jornal de Angola, agora deu um pulo só em Luanda e viu que afinal de conta Rafael Marques nao´um maluco mas sim um coitado filho de Angola que nao quer ver a sua patria massacrada HAVEMOS DE VOLTAR, ate chorei nao de tristeza saber que mais um consegue ver parabens Nelo, porfavor nao toquem no rapaz continua a ajudar os mais fracos do que tu NELO

Nem Mais Cota Nelo

Maxinde | 26-10-2010

Esta refeleçao para min e tida como um basta, ao sentimento que muitos tenhe que Angola e de deles e das mamas deles Joanas que deu so para eles e mais ninguem manda lichar o restante porque sao burros enquantos para eles e os filhos os melhores caros as melhores casa nos projectos Habitacionais e para os outros Milhos enxadas e catanas ainda incutem nas mentes dos benefeciados que Governo esta a trabalhar e Angola esta creiser que Hipocresia Politica ou seja que Politica nojenta mesmo que o povo e analfabeta, mais nao sao segos quem no ve o lucho que e ensibido por uma certa elite que necessariamente sao Diregente do Governo membros do Comite Central e os seus filhos Oficias Superior do Exercito Policia Nacional ou penso que povo nao ve, por favor basta ja nos comero a carne que nao nos como os ossos ainda como se nao bastase querem apoio para refirmar se calhar a corrupçao o enrequecimento elecito, sem vergonha o Bento Bembe e os jovem encapcitados ou Burros da JMPLA que Hoje para terem uma casa que e um direito Humanos lhes Pede somas que nem os avos deles e pais virom BURRRROS DE MERDA .

gostei sim sinhora nelo

Vitó do bom mataku | 26-10-2010

waweee nelo agora abriu os olhos e efend o povo e angola ja se cansaste de fazer de papel higienico do mpla e do jes nao énlo?

o mpla nunca vai te dar nada eles so te usam e depois ti matam nunca se mete com os do mpla sao todos bandidos eles pometem e nunc cumprem nada so usam os angolanos e si es mesmo angolano genuino defende angola e o nosso povo voce tem tua formacao nao precisas fazerde papel higienico do mpla e do zedu ok?

agora vou passar a ler de novo os teus artigos estou a gostar agora sim sinhora.

Os corruptos

MPLA puro | 26-10-2010

Os corruptos em Angola nao estao so no Mpla.

A corrupcao existe e deve ser combatida

Sonia Varela | 26-10-2010

Tenho de concodar com o Nelo nesta, boa analise a corrupcao nao pode continuar impune em Angola.

Estocolmo - Suecia

Dr. Mandavid | 26-10-2010

O meu camarada Nelo esta com toda a razao chegou a hora d comecarmos a questionar o camarada presidente sobre a corrupcao temos de encosta-lo a parede porque ninguem esta acima dalei, nem da constituicao, e o PR nao é nenhum DEUS ele é humano que tambem faz necessidades maiores e menores tal como eu ou o Nelo portanto apoveito esta via para:

1-Repudiar o discurso do presidente da Republica sobre o estado danacao.
2-Apelar aos membros do MPLA para organizar uma nova marcha, mas desta vez contra a corrupcao generalizada em Angola.
3-Apelar ao Tribunal de Contas para quetionar as fortunas de Isabel dos Santos e do Presidente da Republica.
4-Apelar ao Comite Central e ao BP do MPLA para destituir JES das vestes de Presidente do MPLA e convocar eleicoes para a sua sucessao dentro do partido.
5-Instituir o dia 28 de Agosto como o dia do corrupto angolano.

Ass: Dr. Mandavid
Membro do Mpla asiladona europa

Belo Horizonte

Angolano estudante no brasil | 26-10-2010

Forca Nelo de Carvalho estamos contigo nessa.

MPLA no cudasão

Caxico | 26-10-2010

meu presidente não é corrupto coisa nenhuma, obama sim chega a ser mais corrupto.

Luanda

Bureau Politico do MPLA | 26-10-2010

O Nelo so pode ser mais um angolano aliado a organizacões no exterior do país para denegrir o bom nome dos dirigentes angolanos e do presidente da Republica.

Ao Bureau Politico do MPLA - Luanda

Bem vindo Fortunato | 26-10-2010

O vosso fanatismo chega a ser comico. E claro que o Nelo esta com toda a razao, voces do MPLA com o vosso fanatismo infantil e cronico estao a dar cabo desse país, voces estao a acabar ate com a angolanidade e hao de pagar uma factura muito alta por isso. Rezem para o Mpla se manter no poder por mais 100 anos o que sera impossivel, e quando cairem ajustarao contas com o povo angolano e ate o nome MPLA e as vossas camisolas se transformarao em simbolos de terrorrismo e de maldicao.

Parabens Nelo de Carvalho

Neemias | 26-10-2010

Muito bem fundamentado, devera ser um texto de reflexao para o congresso do MPLA, todos os membros do MPLA deveriam levar esse texto pra o congresso, reflitam a verdade. Um texto bem elaborado, ......parabens e continue assim,

Algures em Angola

Benedite Cassoma | 26-10-2010

Estou curiosa para saber a reacao do tal de Zeloso Maria Ndukuila em relacao a este texto, sera que ele vai dizer que o Nelo é kwacha?Vou aguardar para matar a curiosidade rsrsrs.

Pela primeira vez concordo sem pestanejar com o Nelo de Carvalho. Isto vai doer ate na Ana Paula rsrsrsrs....

Re:Algures em Angola

Lula | 27-10-2010

O zeloso ja nao comenta, foi atacado por um viru malgno denominado K-K

Novo comentário

Reflexão da semana

As Artimanhas de Gbagbo - Sousa Jamba

O veterano jornalista Britânico, Richard Dowden, interrogou-se recentemente sobre a teimo­sia do líder Ivoriano, Laurent Gbagbo. Todo mundo, menos ele e os seus próximos, concluiu que o vencedor das ultimas eleições era o Allassane Ou­attara. A Comissão Eleitoral Indepen­dente tinha anunciado que o Ouattara ti­nha ganho a segunda ronda das eleições. De repente, o tribunal...
<< 2 | 3 | 4 | 5 | 6 >>

 

www.a-patria.com      O portal de noticias de Angola

 

 

Clique no botão Play para tocar o Ipod!

As músicas tocarão automaticamente!



 

Publicite no nosso Site!